quinta-feira, 19 de julho de 2012

De volta, com Encontro

Eu sabia que há tempo não postava algo aqui no blog, mas já passou um mês da última postagem. Prometo que, a partir de hoje, vou ser menos relapso. Mas algo me deixou feliz. Mesmo com a falta de frequentes postagens, o número de acessos no blog não caiu. Muito obrigado aos fiéis leitores.
Agora, chega de conversinha mole e vamos ao que interessa. Hoje, acordei cedo e, no meio da manhã, parei para assistir ao Encontro com Fátima Bernardes. Já tinha assistido ao programa, com a visão crítica de um jornalista, mas hoje parei, efetivamente, para refletir.
O programa é bom. Desde que surgiu, piadinhas não faltaram nas redes sociais. As pessoas pedindo a volta da TV Globinho, outros sugerindo a troca de horário do programa, enfim, diversas críticas, nada muito aproveitável.
Foi feito todo um mistério para o que viria. Até que nasceu o quarto filho da jornalista. A equipe do Encontro é ótima. Foram pinçados alguns dos melhores profissionais para trabalhar com a senhora Bonner. O resultado no ibope ainda não é surpreendente, mas, como a própria Globo manifestou, o programa é apenas uma fonte de investimento em um horário que estava "vazio".
Analisando "Encontro", "Na Moral" e "Altas Horas" vê-se que seguem a mesma linha. Plateia, convidados, reportagens nas ruas e um gênio na apresentação. Fátima, assim como Bial, merecia um programa só para ela.
Hoje, vejo uma Fátima que não imaginava que existia. O programa está redondinho. Um assunto vai puxando o outro e a ideia de prender a família, acredito, está começando a funcionar. E, confesso, ver a Fátima Bernardes dançando, hoje, foi visualmente mais agradável do que ver o Fernando Rocha dançando no Bem Estar. Concordam? (rsrs)

Nenhum comentário:

Postar um comentário