quarta-feira, 18 de abril de 2012

Tive uma ideia

Hoje foi um dia de protesto, em Maringá. Há pouco tempo a Secretaria de Transportes resolveu criar um corredor exclusivo para ônibus na avenida Morangueira. Onde é estacionamento de carros, na beira da rua, os motoristas foram proibidos de estacionar entre 7h e 9h e entre 17h e 19h.
Claro que os comerciantes reclamaram e foram, levemente, atendidos. O horário de proibição passou a ser entre 7h e 8h30. No final do dia, nada foi alterado.
Nesta quarta-feira, 18, organizaram um protesto e foram às ruas. No caso, à rua. Fecharam as portas dos estabelecimentos e impediram o fluxo de ônibus pelos corredores exclusivos.
Chamaram atenção da imprensa e, possivelmente, das autoridades. Reclamam porque o fluxo de clientes nos estabelecimentos caiu consideravelmente. A funcionária de um açougue contou para a reportagem de O Diário que antes do corredor, ela vendia cerca de 800 espetinhos por dia. Hoje, não passa de 100.
Isso porque não há vagas para estacionar. E quem está com pressa, não vai para as ruas secundárias só para fazer um lanche rápido. Por isso o protesto. Os comerciantes estão perdendo clientes.
Vendo as reportagens e fotos do protesto, pensei: já que vão retirar - espera-se que sim - as espinhas de peixe da avenida Brasil, porque não instalar esse modelo de estacionamento na Morangueira? Assim não atrapalharia o fluxo dos coletivos e menos ainda o negócio dos comerciantes.
Pode ser uma ideia maluca, mas talvez a saída para esse impasse. Será que essa proposta foi levantada? É uma boa, não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário