sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Meu dono de estimação - Operação Natal

O natal já chegou lá em casa. Armamos a árvore com suas bolinhas coloridas, há guirlandas espalhadas pela janela da sala e muitos enfeites com motivos natalinos foram colocados nas mesinhas, perto das plantas, e nas portas de entrada. Isso sem falar em um trenzinho colorido que, pelo acender e piscar das luzes, provoca a ilusão de está em movimento.
Foi uma festa arrumar os enfeites. Lua Maria e Zoe Cristina cheiraram todas as caixas, puxaram algumas guirlandas, e Zoe bem que tentou fugir com um papai noel de pelúcia de seu irmão humano.
Quando ligamos o trenzinho, Zoe olha, olha, torce a cabecinha de lado e fica com um ar estranho. Há um brilho perturbardor em seus olhinhos jaboticabas de pintcher arteiro.
O que será que Zoe Cristina pensa, afinal?
...
- Ei, Lua Maria, acorda... vamos lá, chama Zoe baixinho.
- Xi, Zoe, não vou não. Você ouviu nossas mamis avisarem que não é pra gente nem chegar perto dos enfeites.
- E desde quando eu sou cachorra de ouvir uma ordem e cumprir? Tá maluca, é? Eu tenho personalidade!
- Então vai lá sozinha, dona personalidade...eu vou continuar nesta caminha aqui...
- Essa cama é minha, se você ainda não percebeu. Não notou que ela é para o meu tamanho e é pequena para você bitelão?
- Nem ligo. Gosto de caminhas menores. Tô nem aí...
- Azar o seu. Fica aí espremida nessa cama 3 números menores que você. Eu vou é detonar com aqueles brinquedinhos novos na sala. Tem uma casinha com neve, tem um papai noel roxo pendurado, tem um papai noel vermelho tradicional... Ah, e tem o trenzinho... Vou comer TODAS aquelas luzinhas...que delícia! Acho que cada uma tem um sabor diferente...hum...
- Você vai é se dar mal. Se for pega pelas mamis, já viu, né?
- Não tenho medo Lua Maria. A mami que grita só faz barulho... aquele jornal batendo no chão me faz rir. E a mami pateta nem preciso dizer, né? Chora porque a gente dorme na cozinha... que tolinha! Eu adoro dormir na cozinha!
- É, eu sei o porquê. Você gosta de ficar na cozinha pra poder roer a cumbuquinha de ração e as portas dos armários. Isso sim!
- Tanto faz Lua...isso é detalhe. O que realmente importa é que eu vou detonar, acabar com aquela festa do natal lá na sala.
- Boa sorte... me deixa dormir, vai?!
- Hunf! Vou me divertir sozinha!
...
Na calada da noite, Zoe Cristina vai, patinha por patinha, para a sala. Fuça aqui, fuça ali. Descobre os cheiros dos enfeites de natal. Experimenta os sabores dos gorros dos papais noéis, brinca com as bolinhas que consegue derrubar da árvore de natal. Mas, quando se aproxima do trenzinho, a festa acaba!
Zoe é pega, com a boca na botija, ou seria o focinho na luzinha? E ela não consegue ir além. A mami pateta ouviu barulho na sala, levantou e fez o flagra. Está aí a foto para provar: Zoe Cristina com cara de: "Xi.... sujou!".
...
Lua Maria, contendo as gargalhadas, pergunta:
- E aí Zoe? Foi bom pra você?
- Não enche, Lua! Não fala nada que eu não tô boa, hein? Vai sobrar pra você...
Risos de Lua Maria...
- Mas, pode deixar! Aquele papai noel cabeçudo não perde por esperar. Muito menos aquele trem. Tem tempo... Zoe Cristina não conhece o verbo "desistir".
Me aguarde!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário