quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Meu dono de estimação - Operação Natal II

É madrugada, chove forte e um raio explode no céu iluminando tudo a sua volta. A luz faz com que Zoe Cristina acorde e, assustada, pule para a cama de Lua Maria.
- Lua... Lua Maria, acorde! Você viu isso?
- Não esquenta não, Zoe... é só um raio... e se prepara que lá vem o barulho...
Um trovão rompe o ar. Forte, sonoro, retumbante. Zoe dá mais um pulo e vai parar em cima das costas da Lua.
- Credo! O que é isso??
- Eu avisei... é um trovão e ele sempre vem depois do raio...
- Puxa, Lua Maria, você é tão sabida! E agora acontece o quê?
- Agora? Bom, deixa eu ver... agora a gente sai da caminha e começa a latir bem alto...
- Sério? Que delícia! A gente vai acordar as mamis?
- As mamis, os vizinhos, o prédio inteiro... Bora, Zoe! Força nessa guelinha de ouro que Deus lhe deu!
É madrugada, chove forte, raios explodem no céu seguidos de trovões pipocando. Tudo emoldurado por latidos. Todos os cachorros do prédio e dos outros prédios e casas próximas, e os cachorros das ruas também, todos latem. Furiosamente.
- Estou adorando Lua! Meu sonho de consumo: latir bem estridente às 3 da manhã...he,he, he... Isso é bom demais!
- Aproveita maninha! Aproveita porque as mamis já acordaram e a loirinha vem aí...
- Nem ligo! Vou latir mais fino e mais alto ainda. Ô vida boa!!
É madrugada, chove forte, raios explodem, trovões pipocam, cachorros latem, luzes se acendem. Chinelo na mão. Hora de dar bronca, pedir silêncio, dizer "não".
...
-Lua, Lua, psiu...
-Fala baixo, Zoe... se não a mami volta.
-Ainda tá chovendo...ainda tá trovejando... e agora?
-Agora, a gente vai esperar as mamis pegarem no sono e eu vou derrubar o portãozinho e vamos passar pra sala....
-Eba!!!!!!!!
-Cala o focinho, Zoe Cristina! Tem que ser sem barulho.
-Tá bom. Então vai, força aí, derruba logo esse portão.
-Tá fácil. Esse portão já caiu tantas vezes que tá bambo. Olha aí... Já dá pra gente passar.
-Bora Lua!
É madrugada, chove a cântaros, raios e trovões caem feito granadas. Lua e Zoe estão na sala quando um clarão ilumina tudo.
- Lua do céu... você viu o que eu acho que vi?
-Nossa Zoe! Tô com medo... vamos voltar pra cozinha?
-Ah, não! Não saio daqui...
-Eu acho que vi o que você acha que viu...
-Então, Lua, é sério? Ele existe?
-Parece que sim... e eu que achava que isso era lenda urbana, história pra criancinha...
-A gente pode ir correndo pro quarto e pular na cama gritando pras mamis e pro irmão humano: A gente viu Papai Noel, a gente viu Papai Noel?
-Eu topo. Um, dois, corre Zoe...
...
É madrugada, chove intensamente, mas os raios passaram e os trovões calaram. Duas cachorrinhas, uma de 13 quilos e outra de 3, pulam na cama, acordam as mães, latem, mordem, uivam, estão enlouquecidas...
As mamis se levantam, estão zangadas com o barulho, com a bagunça. O irmão humano acorda e se assusta. Que confusão!
Depois de broncas e corre daqui e corre dali, Lua e Zoe são colocadas novamente na cozinha. O portão bambo é encaixado de qualquer jeito, as luzes são apagadas e a paz volta a reinar no último andar de um prédio encravado no Paraíso, em São Paulo.
...
- Lua... psiu...
- Fala, Zoe.
- Ninguém vai acreditar na gente...
- É, eu sei. Vão dizer que a gente estava sonhando.
- Mas não foi sonho não... a gente viu sim... viu Papai Noel!
- Eu acredito em você e você acredita em mim. Já basta!
- É! Isso mesmo... e amanhã a gente conta pra Fiona e pra todos os nossos amiguinhos durante o passeio.
- Vai ser uma notícia e tanto, hein?!
- Se vai! Flagrante! Papai Noel é pego no pulo...
- Você falou que ia comer os enfeites de natal... acho que ele veio ver se isso tinha mesmo acontecido.
- Ah, era brincadeira... não vou comer não. Tudo tão bonito, piscando, colorido... eu gosto do natal Lua.
- Também, Zoe, também gosto do natal.
...

É madrugada, chove de mansinho lá fora. Duas cachorrinhas dormem. Lua Maria na cama pequena, apertada. Zoe Cristina espalhada pela cama grande. E as duas sonham com um velhinho barbudo, vestido de vermelho, que anda por aí: carregando um saco de sonhos nas costas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário