sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Meu dono de estimação - Oração para o Billy voltar a andar

Até que enfim, a mami pateta se distraiu e estou de volta, batendo patinhas neste teclado. Estava com saudade de meus fiéis leitores e seguidores. Mas, hoje não vou falar sobre minha inteligência, astúcia, beleza, e de que faço juz aos títulos que ganhei ultimamente como: "Poderosa Chefinha" ou "Tas, o demônio da Tasmânia".
Hoje tenho outro assunto, né Lua Maria?!
Lua Maria?? Ih, dormiu... Esses dias gelados em São Paulo aumentam nosso sono e Lua adora cochilar no meio da tarde. Mas, tudo bem, vou escrever sozinha e sei que Lua divide comigo a preocupação pelo nosso primo Billy.
Há quase 2 meses, Billy, um dachshund preto, de 4 anos, que vive com os pais de uma das minhas mamis, enfrentou uma cirurgia na coluna. Os salsichas têm um tronco muito comprido e isso aumenta a propensão para lesões na coluna.
Billy havia perdido os movimentos das patas traseiras e precisava ser operado para ter alguma chance de voltar a andar. Por enquanto, ele faz sessões de acupuntura e fisioterapia, além das massagens e exercícios que recebe em casa.
Ele ainda não se sustenta sobre as patas de trás. Mas, outro dia, por um instante, como se ele tivesse se esquecido da cirurgia, Billy ficou em pé sobre as quatro patas. Foi um momento rápido, logo ele arriou novamente. Mas, foi um momento que aumentou nossas esperanças de que ele volte a andar. Especialmente agora que ele conta com os cuidados de uma "anja", a veterinária e fisioterapeuta, dra Carol Mazzei.
E é aqui que entra a minha oração...
Eu sei que, apesar de destruir a casa, morder as visitas, latir amolando a vizinha e roubar brinquedos de meu irmão humano, eu ainda tenho alguns pontinhos no céu. Afinal, sou cachorro e nós caninos somos como anjos que trocaram as asas pelas patas. Pensando nesses créditos junto ao Mestre lá em cima, ou junto ao Chiquinho de Assis, quero fazer esta oração para que o Billy volte a andar. Que ele melhore, que recupere os movimentos, que possa correr pela casa como fazia antigamente. Que o Billy tenha saúde e vitalidade. E se não for possível atender esta prece, então que o Billy ganhe do Papai Noel uma cadeira de rodinhas e de alguma forma recupere a independência para se movimentar. Por enquanto ele ainda se arrasta como foquinha e às vezes fica amuado, só quer colo ou sofá. Meus avós, Vilma e França, cercam o Billy de cuidados, atenção 24 horas por dia, e muito amor. Ele está com a melhor família que poderia. E estamos todos rezando para ele tenha saúde.
Eu, particularmente, acredito na força desse cãozinho. Nós pequenos podemos parecer frágeis mas somos gigantes no quesito "força". Inclusive, pesquisadores divulgaram recentemente que os cães da raça dachshund são os mais "ferozes" de todos. Com isso, junto minhas patas em oração e confiança de que o Billy ficará muito bem. Andando ou não, ele tem um lar, muitos colos e, sobre quatro ou duas patas, ele é muito amado.
- "AMÉM!"...
Ah, acordou Lua Maria? Pois se prepare, pode largar a preguiça cabeluda que te acompanha, porque vou desligar este computador e agora nós vamos rolar pelo que restou do sofá destruído.
- "Bora, Zoe! Demorou..."

Nenhum comentário:

Postar um comentário