quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Retratos da vida real

Uma dose de fuga da realidade não faz mal a ninguém, não é mesmo? Alguns minutos ou horas de novela diariamente são momento de lazer de milhões de brasileiros. E por que eu não poderia ser um desses brasileiros que faz as emissoras investirem cada vez mais na ficção?
Sou um noveleiro assumido, mas tenho as minhas prediletas. Novela das 21h é sempre garantia de sucesso, mas eu não gosto de todas. A que está no ar atualmente tem a minha aprovação. Fina Estampa estreou no embalo do sucesso da novela anterior - Insensato Coração.
Melhor do que pegar o povo acostumado com a atração no horário é chegar com novas histórias e conquistar o público em menos de uma semana. Quem ainda não ouviu falar da tal Pereirão não sabe o que está perdendo. Porém essa personagem é apenas uma de uma gama.
Ontem (27), estava assistindo à novela, depois da prova, quando surgiu a dramática história da Celeste, personagem da Dira Paes. Ela representa uma de milhares, ou milhões, de mulheres que são agredidas pelo marido. E tem o agravante, ela só tem uma filha. Ambas são o saco de pancadas do valentão.
A história está se desenvolvendo. O agressor, ontem, foi agredido. Apanhou da própria filha quando tentava estrangular a mulher. É um mero retrato do que acontece em muitos lares. Esperamos que o final não seja como o da maioria - que a mulher denuncia, mas retira a queixa assim que vê o marido algemado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário