sábado, 23 de julho de 2011

Difícil ver "someone like you", Adele

Muito comum ouvirmos que tal cantor escreve suas músicas inspiradas nos próprios relacionamentos. Isso acontece com pagodeiros, sertanejos, artistas do pop rock e samba. Com Adele não foi diferente. O disco "21", de acordo com a cantora, foi baseado em um antigo relacionamento.
Com um padrão estético que foge ao que nos acostumamos a ver por aí, Adele, com quilinhos a mais (assim como eu), encanta quem ouve sua voz. Não que o peso de um artista seja algo importante. O talento deve vir em primeiro lugar.
E que talento. Quando ouvi Rolling in the deep, na rádio, imaginei que fosse mais uma cantora que passaria despercebida. Mas a mídia internacional voltou os olhos para a britânica. Isso porque ela é a primeira cantora da década a atingir um milhão de cópias vendidas de uma mesma música.
Além disso, ela é a primeira pessoa a ter dois álbuns e duas músicas entre as cinco mais do Reino Unido, desde os Beatles. O disco "21" é composto de músicas melancólicas, com uma batida suave. A interpretação é única. E o melhor de tudo: Adele não é "estrelinha" e tem uma risada ótima.
Com 23 anos, Adele mostra que veio para ficar. Quando ela sobe no palco, a timidez dá espaço para que uma gigante apareça. E é isso que vemos no vídeo abaixo. A música é Someone like you. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário