sábado, 4 de junho de 2011

Cômico e trágico ao mesmo tempo

Imagine que um ladrão vai assaltar um estabelecimento comercial pelo telhado e fica preso na chaminé. Esse caso é verídico, apesar de engraçado. As fotos mostram que foi preciso um guindaste para que o criminoso fosse solto do tubo.
Assistindo ao Jornal Hoje desta sexta-feira (3), gargalhei vendo a situação a qual alguns ladrões se submetem. Na maioria dessas, os assaltantes saíram de mãos vazias. O prejuízo foi para eles mesmos: o vexame.
"Todo mundo rolando de dar risada." É assim que o repórter fotográfico João Rosan define o cenário do resgate do ladrão preso na chaminé, em Bauru (SP). É dele a foto que ilustra este texto.
O excesso de barulho também foi fundamental para que a polícia pegasse no flagra dois homens que assaltavam uma escola. Mas o show de talentos não acaba aqui.
Um outro rapaz invadiu uma chácara e, na fuga, deixou que a identidade caísse do bolso. Com o documento, não foi muito difícil para que os policiais o encontrassem.
Esses e outros casos podem ser vistos na reportagem no site do JH. Todos eles têm um ponto positivo e um negativo, a meu ver. Positivo porque a polícia chega rápido aos criminosos e negativo porque é triste ver que mais e mais pessoas estão passando a cometer assaltos que começam simples e cheios de erros, mas que, mais tarde, podem virar casos mais complicados e de difícil solução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário