domingo, 22 de maio de 2011

Esse lar voltou a ser doce

Vira e mexe o programa Caldeirão do Huck é sempre motivo de muito comentário nas redes sociais. Neste sábado, provavelmente, não foi diferente. Estava muito atento à TV para ligar o computador e acompanhar o falatório.
Já ouvi e li muito comentário maldoso sobre o programa do Luciano Huck. Dizem que ele peca no assistencialismo ou sensacionalismo. Não acho. Sou um fã do programa dele desde a estreia na Globo. Vi o apresentador amadurecer, casar e construir a família. Portanto, posso falar com propriedade e conhecimento de causa.
Nesta semana, o quadro "Lar doce lar" apresentou uma família paranaense, de Cascavel. A cidade fica no oeste do estado e é uma das principais cidades do Paraná. O que eu quero falar nesse post é a qualidade do que foi apresentado hoje ao público.
Luciano, em seus quadros, sempre tenta ajudar as famílias mais necessitadas. A família desta semana é um ótimo exemplo disso. A mãe abandonou os quatro filhos quando a mais velha tinha apenas 5 anos. Os filhos foram crescendo e ajudando o pai na roça.
Eis que chegou a um ponto em que a condição de vida para essas crianças estava insalubre. O Conselho Tutelar decidiu tirar a guarda de seo Ananias e levá-los a um abrigo. Uma das condições para que os filhos voltassem ao lar era a qualidade desse.
Para isso, a filha mais velha escreveu ao programa, que deu um jeito na situação. A casa foi reformada e a família Silva unida novamente. Engraçado foi que quando Huck chegou ao pai, este nem o reconheceu. Ele disse que não assiste TV há 10 anos e que só ouve CBN.
Mas, o que mais me chamou atenção foi quando a filha disse que de sábado, que é o dia de visita, o único pai que nunca faltou foi justamente o Ananias. Ao fim da reforma, o senhor com 76 anos estampava a felicidade no rosto e nas lágrimas que escorriam.
Será que mesmo assim as pessoas acham que Luciano Huck ganha audiência e dinheiro mostrando o sofrimento do povo? Eu acho que ele vai atrás de histórias que precisam de solução, mobiliza a produção e resolve os problemas. Como ele sempre diz: essa é mais uma família feliz.
Poderia ficar descrevendo o que vi no programa deste sábado por mais umas 10 linhas, mas acho melhor você assistir e tirar suas próprias conclusões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário