quinta-feira, 7 de abril de 2011

Olha a divisão

Casamento é um assunto complicado. Homem e mulher juntam suas “tralhas” e começam a viver juntos, dividindo alegrias, tristezas, afazeres, dinheiro e bens materiais. Mas as mil maravilhas acabam e muitos casamentos chegam ao fim, principalmente nos dias de hoje. E a separação é complicada, principalmente quando envolve esses bens matérias, tipo: casa, carro, empresa ou qualquer coisa obtida por um ou por outro no período em que estavam juntos.
Desde 1996 houveram mudanças na Lei da União Estável que renovou o prazo de cinco anos ou o nascimento de um filho para considerar um relacionamento união estável. Isso mesmo... Tome cuidado. Qualquer coisa agora sua parceira ou parceiro pode justificar como uma união estável para dividir tudo com você! Com esta situação, começou-se a fazer, em escritórios de advocacia, um tal contrato de namoro. Este contrato, depois de assinado de comum acordo tranquiliza o casal caso um dia se separem. Curioso né? Qual será a próxima que vão inventar? Do jeito que está, quando meus filhos estiverem com 15 anos e começarem com os paquerinhas, piscou ou chavecou, um contrato assinou!

Nenhum comentário:

Postar um comentário