quarta-feira, 6 de abril de 2011

Meu dono de estimação - I will survive

 Hoje, quem escreve aqui nesta coluna somos nós: Zoe Cristina Primeira, do país das Cristinas, e Lua Maria Branquela. Tomamos temporariamente o lugar.
É que há um assunto mais urgente para tratar neste espaço que ficar falando sobre as minhas peripécias em cima o vaso da samambaia ou contar como Lua Maria dorme lindamente... ai, ai, ai...soninho de um papo tão furadinho, né? Com todo respeito à nossa mama, mas ela baba um pouco por nós. Claro, somos fofas, inteligentes e merecemos... mas hoje nós é que vamos dar o recado.
Temos acompanhado as conversas sobre um cidadão chamado Jair Bolsonaro que despejou todo seu preconceito contra negros e gays usando como alvo inicial a apresentadora Preta Gil.
Num país livre, em que todos podem falar, e falar besteiras como esse sujeito tem falado, nós, cachorras, também vamos falar.
Nós temos duas mães. E eu pergunto ao tal Bolsonaro? "E daí?"
Aqui em casa temos um desenho familiar moderno e somos muito felizes. Aqui todo dia tem sol, tem beijinhos nas nossas barriguinhas, tem comida e água fresca, passeios... Aqui a gente conversa durante o jantar para saber como foi o dia de cada um, fazemos tudo junto: assistimos filmes, conversamos sobre tudo, lemos histórias, criamos histórias, brincamos e sonhamos muito. E nesta casa tem muito, mas muito mesmo, amor...sabe o que é amor senhor Bolsonaro? Sei não...
O amor ultrapassa diferenças, contém diversidades, e pelo discurso essa criatura de Deus ainda está andando ao lado dos dinossauros. Evolução, zero!
E nós, Zoe e Lua, queremos mandar muitos beijinhos e lambidas para Preta Gil, que foi agredida pelo Bolsonaro, e dizer a ela que tanta raiva, tanta violência no discurso dele deve ter um fundamento de trauma, de tristeza.
Quem roubou o pirulito do Jairzinho, hein? Quem levou a bola embora quando ele ainda queria brincar? Quem deixou de dar um abraço apertado nesse menino enquanto ele ainda era um ser que podia ser abraçado, confortado, sem pensar ou chamar amor de promiscuidade...
E queremos mandar muitos beijos, lambidas e patinhas para o Marcelo Tas que depois de entrevistar Jair Bolsonaro mostrou diante das câmeras uma foto em que ele está ao lado da filha e disse que ela é gay e que ele a ama muito e tem orgulho dela... Que paizão maravilhoso, hein?
E nós que temos duas mães e somos muito bem tratadas e amadas também prestamos aqui nossa homenagem a elas e a todas as pessoas que vivem a diversidade, seja ela qual for...
Estamos vestidas de festa... eba!
Estamos dançando ao som de "I Will Survive", com Gloria Gaynor, claro! Eba!!
E sabe por que podemos dançar e cantar e brincar? Porque somos, acima de tudo, FELIZES!!
Auuuuuuuuuuuuuuuuuuu!!!!!!
Ah, e um link para quem quiser ver o recado que o Marcelo "tascou" no deputado...

6 comentários:

  1. Façam minhas as palavras de Zoe... a homofobia é coisa do tempo da Idade Média. Se é que, naquela época, eles eram tão preconceituosos assim!

    ResponderExcluir
  2. Tenho um único preconceito: odeio pessoas preconceituosas... Viva a diferença!!!

    Mandou bem!

    É minha primeira vez por aqui, e gostei do que li...

    beijocas-lambidas rs

    ResponderExcluir
  3. preconseito e uma merda ja sofri me pegaram uma vez m,e jogaram dentro do lixo tenho 11 anos meu nome e junior moreira quem quiser meu twither è leozinho.MSJ_@hotmail.com meu habbo LEOzinho.MSJ

    ResponderExcluir
  4. gente add esse menino a historia dela e muito legal de ouvi e triste

    ResponderExcluir