sexta-feira, 22 de abril de 2011

Como a Geração do Sexo Drogas e Rock´n Roll salvou Hollywood

Esta coluna fala de filmes, geralmente faz resenhas sobre eles, mas hoje eu vou falar de um livro para os fãs da sétima arte. Se trata de Como a Geração do Sexo, Drogas e Rock´n Roll Salvou Hollywood, de Peter Biskind, lançado pela Intriseca.
O autor nos transporta para a Hollywood do final dos anos sessenta e mostra as profundas transformações que ocorreram neste período até a década de oitenta. Ele recria com detalhes as intrigas, como os filmes foram criados, como eram os diretores, atores e produtores deste meio e como funcionava e funciona Hollywood.
Tudo isso feito através de relatos e entrevistas dos personagens reais desta história, as pessoas que viveram o período, ou seja, os próprios diretores, atores, amantes, produtores, editores e pessoas que participaram deste momento de alguma forma.
È incrível ver como Hollywood abriu espaço para diretores como Copola, Altman, Scorsese, Lucas e Coppola, deixando para trás os antigos, porque o mercado já estava saturado no final da década de 60.
Mostra como estes “nerds” do cinema, homens geniais, mas com pouco dinheiro,muitas idéias e loucuras, conseguiram alterar a forma como a cinema era feito nos Estados Unidos e a viagem de egocentrismo, drogas e sexo que só o poder de ser famoso e rico pode gerar.
Vemos as neuroses de um universo um tanto quanto podre se formar, mas temos relatos de como clássicos como Touro Indomável, Apocalipse Now, Tubarão, Sem Destino, O Poderoso Chefão, Guerra nas Estrelas, Bonny e Clyde, foram desenvolvidos e as tramas que foram feitas para que eles alcançassem as telas e se tornassem o que são, puras obras de arte moderna.
Vale muito a pena adentrar estes quartos sujos que eram as vidas de muitos destes diretores que traíram amigos, família, tudo para conseguir o que queriam.
As festas, as drogas e o panorama político econômico em que eles se encontravam também são relatados saborosamente, mostrando que tudo estava intercalado.
Dos autores, conhecidos como auters, aqueles que faziam os filmes como uma verdadeira obra de arte, a chegada dos criadores dos Blockbusters, Spielberg e Lucas, que mudaram totalmente o conceito de distribuição de filmes e de como as empresas viam os filmes e as formas de lucrar com eles, através de mershandising e divulgação.
Portanto, amigo e amiga, perca seu tempo neste livro para saber mais sobre como funciona o universo do cinema que nós tanto amamos e o que ele vai te revelar é que a muita sujeira debaixo do tapete de Beverly Hills....vale a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário