domingo, 13 de março de 2011

Você ainda joga lixo na rua?

Não é raro vermos pessoas colocando a mão para fora do carro e/ou ônibus e jogando um papel de bala, pacote de biscoito ou salgadinho pela janela. A cena é corriqueira e mais frequente no Rio de Janeiro do que aqui em Maringá.
Digo isso embasado nas informações da Veja desta semana. Na reportagem da Sandra Brasil, ela aponta que o lixo acumulado nas ruas do Rio é o dobro de São Paulo. Quando tive contato com alguns cariocas, que vieram a Maringá, uma coisa que eles apontaram como diferente é a limpeza das ruas.
Eu ainda vejo muito lixo nas ruas, imagina a situação do Rio.
Na reportagem foi feito um histórico do por quê desse costume - péssimo, por sinal. Independentemente de antepassados e antigos costumes, já está na hora de as pessoas terem consciência e, definitivamente, pararem de jogar lixo nas ruas.
Não seria muito melhor você ir à praia e não tropeçar em latinhas de cerveja e refrigerante, não chutar coco e nem ver fezes de animais?
Portanto, vamos adquirir bons-hábitos. Muitos postos de combustíveis oferecem lixo para carro. Na hora de ir à praia, levar uma sacolinha para depositar o lixo não pesa. No ônibus e no metrô, podemos utilizar as lixeiras internas ou então segurar e depositar na descida.
Vamos nos policiar.

2 comentários:

  1. Realmente é lamentável a situação em que Maringá se encontra. Mas, também, é uma cidade que não possui tanto lixo assim quanto outras graaandes cidades. Lógico que Rio, São Paulo e Manaus (que eu conheço melhor), são grandes metrópoles e a acumulação seria diferente. Mas Maringá está caminhando nessa mesma direção! A cidade está crescendo e não vejo lixeiras suficientes espalhadas nas ruas da cidade. Além disso, o povo não tem o hábito, como vc disse, de carregar uma sacolinha na bolsa. Ando de ônibus todos os dias e me deparo cada dia com uma realidade pior do que a outra! Lamentável e vergonhoso!

    ResponderExcluir
  2. Não acredito que o lixo nas ruas do Rio sejam o dobro do que em São Paulo, não só por São Paulo ser a maior cidade do Brasil, mas também porque conheço bem São Paulo, e também conheço a revista Veja o suficiente para saber que ela não tem credibilidade alguma. Pergunte à Sandra Brasil se ela já caminhou pelo extremo sul de São Paulo. Se ela conhece o Jardim Ângela, o "Campo Limpo", o Grajaú, o Cocaia. Não basta andar pelos bairros nobres de São Paulo e achar que tudo é limpo.Leia outras revistas, pesquise se informe bastante, e depois leia a veja. Se for inteligente você vai entender o que estou falando...

    ResponderExcluir