sexta-feira, 25 de março de 2011

Doutor, o senhor operou a perna errada!

Cada vez mais me assusto com as reportagens que vejo nos portais noticiosos. São tragédias naturais, psicopatas, assassinos, violência e mais violência. Mas outra modalidade de violência tem entrado em cena e com certa frequência.
Digo dos erros médicos. Há alguns dias, quase postei algo aqui para falar da barbaridade de um médico ter amputado a perna de uma recém-nascida que precisava de uma cirurgia na cabeça. Ainda bem que segurei o comentário para hoje, pois mais um caso apareceu.
Com certeza, devem haver casos diários de erros, mas que não chegam ao nosso conhecimento. Mas um médico que acompanha a paciente há um ano e errar a perna na hora da cirurgia, também já é demais. Os médicos podem se posicionar e dizer: "qual profissional nunca errou?"
Erramos, sim, mas não nessa magnitude. Trocar perna por cabeça e perna direita por esquerda é uma falha imperdoável. A moça da operação no joelho errado vai entrar com processo contra o médico e contra o hospital.
Agora, ela vive o drama de ter uma perna imobilizada por causa da cirurgia e a outra dolorida, porque não foi operada. O desespero da menina aconteceu logo depois que passaram os efeitos dos sedativos. A partir disso, ela descobriu o erro e começou a tortura.
Aproveitando o assunto, queria compartilhar com vocês uma ferramenta do Google que descobri hoje. É o Google body. Não vou me prolongar na descrição. Clique e veja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário