domingo, 13 de fevereiro de 2011

Atenção, noivas!

O padre já disse: se atrasar o casamento, os noivos vão ter de pagar. Um cheque caução vai ficar com o pároco e, caso haja atraso na entrada da noiva, este será revertido em caixa para a igreja. O aviso foi dado pelo padre da catedral Nossa Senhora de Lourdes, em Apucarana, cidade em que eu nasci.
Como em toda cidade pequena, lá, casar na catedral é chique. Tem que ter muito dinheiro e muito convidado para encher os bancos. Mas o que o padre disse para justificar que não deve haver atrasos é interessante e merece um momento de reflexão: "O casamento não é um evento social. É um ato divino e religioso que interessa toda a comunidade cristã".
Até concordo com o padre. Como convidado, é muito chato ficar sentado esperando a beleza chegar do salão, querendo ela ou não. Sim, porque, às vezes, a culpa nem é da estrela principal da festa, mas sim da cabeleireira e suas auxiliares.
Agora, R$ 500 é um caução que assusta os noivos. Não é todo dia que se tem esse dinheiro no bolso. Enfim, o jeito é esperar os próximos casórios para ver no que isso vai dar. A princípio, a regra ainda não entra em vigor. Mas, a reportagem da RPC TV mostra que os fiéis aprovaram a atitude do padre.
Se a "moda" do atraso continuar, os benefícios para a igreja serão significativos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário