segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Mais uma grande perda...


Lá pra maio do ano passado meu namorado me emprestou um livro chamado “No ar rarefeito”. Este livro que foi escrito pelo jornalista e alpinista americano Jon Krakauer conta a história de uma expedição do próprio autor em uma escalada ao Monte Everest que se tornou trágica após a morte de 12 alpinistas.

Após lê-lo, fiquei impressionada com o trabalho e a dificuldade que estes loucos por aventuras e por este esporte fazem e resolvi procurar na internet noticias sobre alpinistas brasileiros.

Na maioria dos textos que achei sobre o assunto, o nome mais comentado era de Bernardo Collares, presidente da Federação de Montanhismo do Rio de Janeiro (FEMERJ) e vice-presidente da Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada (CBME). Sobre tudo que li na época, percebi que ele era uma das figuras mais ilustres, ativa e reconhecida deste segmento no Brasil.

Infelizmente nesta semana que passou, escutei na TV que ele havia sofrido um acidente e falecera. Fiquei triste, mas ao mesmo tempo confortada ao saber que Bernardo estava fazendo uma escalada, no Monte Fitz Ray, um dos mais procurados pelos alpinistas, em El Chatlén, extremo sul argentino.

Infelizmente esta nossa passagem chega ao fim. Não digo que a nossa vida, porque eu, como sendo espírita, acredito que após esta passagem continuamos nossa caminhada em outro lugar, em um outro mundo. Quem assistiu ao filme Nosso Lar vai conseguir compreender o que estou dizendo.

Assim como milhares de outras pessoas no mundo todo, Bernardo Collares passou para este outro lugar. Mas em minha opinião ele faleceu feliz, pois estava fazendo o que mais gostava: o alpinismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário