quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Alguém me explica aonde está a educação?


Há exatamente 36 dias eu torci o pé acabei me machucando mais sério do que imaginava. Voltei a trabalhar no dia 23 de agosto. Vou e volto todos os dias de transporte público. Até hoje, estou com um imobilizador, chamado robofoot, e muletas. Ainda não consigo soltar o peso no pé e andar normalmente.
Na ida, às 9h da manhã, entro e já sento no primeiro assento à minha frente, bem ao lado do motorista e assim vou até o ponto em que preciso descer. Na volta, às 17h, a realidade é outra. Todos os ônibus lotados e muitas das pessoas sem paciência pra nada.
Nos bancos da frente, os lugares são “reservados” para idosos, deficientes físicos, gestantes e com crianças de colo. E lógico que, mesmo sem os idosos, gestantes ou deficientes, os lugares sempre estão cheios. Ninguém quer ficar em pé. Hoje, especialmente, tive que trocar o caminho que sempre faço e por isso peguei outra linha. Simplesmente estava lotada. Olhei em volta e não vi nenhum lugar vazio. O ônibus começou a andar, o cobrador estava tirando um cochilo e as pessoas sentadas em bancos preferenciais, fingindo que eu simplesmente não estava ali. Isso me da uma raiva, porque a qualquer minuto o ônibus pode frear e eu, sem o menor equilíbrio, posso cair e piorar a minha situação.
Enfim, após uns 5 minutos me equilibrando, escuto uma voz furiosa atrás de mim:
- Ninguém aí esta vendo a menina com muletas e o pé machucado? – Era o cobrador dizendo. Mas ninguém deu à mínima, a não ser uma senhorinha com vários pacotes na mão, que se levantou para eu poder sentar. Lógico que recusei. Na hora pensei: antes eu cair novamente e me machucar, do que uma senhorinha cair e se arrebentar. E prossegui viagem pensando em como as pessoas podem ser tão abusadas e sem educação... Aliás, isso é falta de respeito...

Um comentário:

  1. Esse é o espirito dos brasileiros, ajudar o próxima, jamais...até quando vamos que ficar nesse situação, sera que ninguém ve, ou finge que não quer ver!!!

    ResponderExcluir